Gastronomia novoandina começa a ser desbravada em nova casa em Perdizes
Camila Gomes

A culinária novoandina, que mistura ingredientes da região da Cordilheira dos Andes, ganha força no mundo e em São Paulo: acaba de ser inaugurado o Killa. Os pratos são ricos em variações de temperos e em ingredientes como batatas, pimentas e milhos. Demoram para chegar à mesa, mas valem a espera. Como entrada, prove uma das opções de ceviche, saboroso prato de origem peruana que leva cubos de peixe cru marinados em suco de limão. O tradicional (R$ 23,50) é feito com peixe branco, camarão, lula, cebola roxa, milho e batata doce. Os garçons sabem informar sobre ingredientes menos conhecidos, como o rocoto, espécie de pimenta dos Andes.



Entre os pratos principais, carnes variadas, como pato, frutos do mar e frango. O Oro (R$ 32,50) é uma espécie de risoto, mas leva papas secas (tipo de batata) no lugar do arroz e vem acompanhado de um filé mignon com salsa criolla (molho à base de cebola). Entre as poucas opções de drinks, o pisco sour (R$ 12,00) é feito à base de pisco (aguardente peruana feita de uva), ovo e limão, e a caipirinha (R$ 10,00) leva pisco no lugar da cachaça.